• ENTRAR
  • Nenhum produto no carrinho.

O que é uma escala?

O assunto das escalas é sempre um tema que gera um pouco de controvérsia entre músicos de todos os instrumentos.

Muitos mitos são criados, muita gente acha que as escalas são bichos de 7 cabeças e que para conseguir dominar esse assunto, precisam decorar 13513 escalas diferentes, em todos os tons, em todos os desenhos possíveis.

Porém, antes de tudo isso é muito importante você conseguir entender o que são as escalas, como elas surgem e principalmente, como elas vão te ajudar na vida real.

Como surgiu a primeira escala?

No início de tudo, quando Pitágoras fez seu experimento com o monocórdio e descobriu as 7 notas musicais (do, re, mi, fá, sol, lá, si) foi possível perceber que essas notas tinham uma distância de relação grave/agudo entre uma e outra que formavam um padrão.

Escala - Formação de tom e semitom

A partir daí, é importante nos familiarizarmos com os conceitos de tom e semitom, que são as unidades de medida que nós utilizamos na música. Para compreender essa unidade de uma forma mais clara, olhe para a escada acima novamente, onde cada degrau possui o valor de semitom ou ½ tom como também pode ser chamado. Dessa forma podemos dizer que a nota Do está há 1 tom de distância da nota Ré, assim como a nota Mi está há ½ tom da nota Fá.

Para conseguirmos visualizar na vida real, é só você tomar como base o braço de um instrumento de trastes como o violão ou olhar para as teclas de um piano.

Localizando uma escala

No caso de um violão a distância entre uma casa e outra vale ½ tom e a distância entre duas casas vale 1 TOM. Por sua vez no piano cada tecla vale ½ tom intercaladas entre brancas e pretas. Nos casos das notas Mi Fá e Si Do (assinaladas na cor verde), as teclas brancas são adjacentes, isto porque não possui nenhum acidente nessas notas.

Com base nisso, nós podemos ver que essa sequência de notas descoberta por Pitágoras seguia uma sequência de tons e semitons que é a seguinte:

Formação de escala

Isso é uma escala! No caso, a Escala Diatônica da nota C, também chamada de escala natural. Ouça abaixo a sonoridade dessa escala:

O negócio aqui, é que alterando a primeira nota dessa escala, porém mantendo o mesmo padrão de tons e semitons entre as notas, nós conseguimos formar as escalas diatônicas em todos os tons, dessa forma originando as diferentes tonalidades e os acidentes de cada uma delas. A escala Diatônica é a base para a formação de todas as outras escalas.

Ciclos das escalas

Ouça a Escala nas tonalidades acima. Note como ela mantém a mesma sonoridade, porém mudando a altura onde a escala acontece.

Escala C G D

 

Na prática utilizamos estas escalas para formar acordes, campos harmônicos, criar melodias a partir da sonoridade dos diferentes intervalos que se originam em cada um de seus graus. Estes graus também são conhecidos como Modos Gregos.

Definição de Escala

Concluímos que uma escala é uma sequência de sons que seguem um padrão utilizando Tons e semitons para formar um ciclo que se repete tanto na direção aguda como grave. Quando cantada ou tocada do grave para o agudo dizemos que está na forma ascendente onde irá reiniciar seu ciclo 1 oitava acima, já do contrário de forma descendente re-iniciando seu ciclo uma oitava abaixo.

Escalas em diferentes oitavas

Escala Ascendente passando por 3 oitavas

Escala Descendente passando por 3 oitavas

De maneira geral as escalas possuem duas grandes classificações: Escala Maior ou Escala Menor. As maiores possuem um intervalo de 3ª Maior, e as menores são caracterizados pelo intervalo de 3ª Menor.

Existem outras escalas além da Diatônica, como a escala diminuta também conhecida como DinDom. Temos as pentatônicas que possuem 5 sons como o próprio nome sugere. Existe escala que não utiliza semitons, chamada escala de tons inteiros. Assim como existe o contrário também, a escala cromática que é formada apenas por semitons passando por todas as notas. Além de muitas outras!

  

Você mesmo pode criar a sua própria escala seguindo estes princípios.

Para compreender melhor e entender as diversas maneiras de utilizar as escalas para improvisar, fazer arranjos ou elaborar ainda mais suas composições musicais confira o nosso curso “Fundamentos da Harmonia”.

17 de abril de 2019

0respostas em "O que é uma escala?"

    Deixe sua mensagem

    Planeta Música LTDA. Todos direitos reservados.
    WhatsApp chat
    X