• ENTRAR
  • Nenhum produto no carrinho.

Conheças todas as formas de segurar a baqueta. Grip, fulcrum e ponto de equilibrio

Um assunto de extrema importância pra qualquer aluno que esteja iniciando seus estudos na bateria é: Como seguras as baquetas da forma correta.

Pra isso, convidamos nosso professor Bruno Fonseca para mostrar todos as formas existentes de se pegar na baqueta, falar um pouco das diferentes escolas, de rebote e ponto de equilíbrio, além do posicionamento dos dedos.

Pegada tradicional x Pegada moderna

A pegada tradicional é a forma mais antiga de se pegar nas baquetas, originada das caixas usadas por soldados durante as guerras e posteriormente as apresentações militares, pois naquela época, elas eram usadas penduradas por uma correia, de forma que a caixa ficava inclinada na frente do músico, logo essa era a forma mais confortável de tocar.

Porém começou-se a usar a estante de caixa, onde a caixa fica paralela ao chão, a pegada tradicional já não ficou mais tão confortável assim de se tocar, e além disso, é um jeito mais difícil de conseguir tirar sons mais pesados, com mais força da bateria.
Por isso, começou-se a usar as baquetas na pegada moderna. Porém nesse período de mudança surgiram três escolas, que pegavam na baqueta de formas diferentes. Foram elas a escola francesa, a escola alemã, e a escola americana

Francesa – a forma francesa de se pegar nas baquetas é como se o baterista fosse cumprimentar alguém com a palma da mão para o lado, dessa forma nós colocamos a baqueta e fechamos a mão;

Alemã – forma de tocar com a palma da mão totalmente voltada para baixo;

Americana – um meio termo entre as duas;

O que é o rebote?

Outro aspecto de muita importância nesse assunto, é o rebote, que nada mais é que o movimento de ir e voltar da baqueta na pele. E estamos tocando nesse assunto porque para conseguirmos segurar a baqueta da melhor forma possível, nós precisamos achar o “Ponto de Equilibrio” da baqueta, que é o lugar onde você conseguirá extrair o melhor rebote possível.

Como encontrar o ponto de equilíbrio da minha baqueta?

Algumas marcas e modelos de baqueta vem com um tipo de marcação, as vezes até uma linha, para indicar onde é o ponto de equilíbrio. Porém, se não é o caso da sua, siga algumas dicas:

– Se você posicionar a baqueta muito para trás na mão, ou seja, segura-la muito no final, a baqueta terá pouco rebote.
– Se você posicionar muito pra frente, ou seja, segura-la muito na parte da frente, você terá menos rebote ainda.
– Porém, tente fazer o seguinte : meça de 2 a 3 dedos do final da baqueta e posicione o começo da sua mão ali. E provavelmente vai achar o ponto de equilíbrio

Assista o vídeo a seguir com o nosso professor demonstrando como fazer isso:

Fulcrum (Posicionamento dos dedos)

Para finalizar, é preciso entender que ao contrário do que muitos pensam, a velocidade do baterista está relacionada com os dedos, e não aos braços ou músculos. E pra isso existe o Fulcrum, que é a organização dos dedos em relação as baquetas. Para entender melhor o que é o Fulcrum, vamos dividir o nosso pensamento em 3 grupos:

1º grupo – Dedo indicador: ele terá a função de posicionamento e direcionamento da baqueta, geralmente usando a baqueta na primeira falange do dedo

2º grupo – Pinça: A pinça é a forma que você vai segurar a baqueta e impedir que ela caia. Será feita pelo polegar e entre a segunda e a primeira falange do dedo médio.

3º grupo – Anelar e o mindinho: Serão a mola juntamente com o dedo médio.

Confira com o professor e siga o passo de como fazer:

0respostas em "Conheças todas as formas de segurar a baqueta. Grip, fulcrum e ponto de equilibrio"

Deixe sua mensagem

Entre em contato

TERMOS DE USO

FORMAS DE PAGAMENTO

Quem está online

Não há usuários online neste momento
Planeta Música LTDA. Todos direitos reservados.